AMAZON

PC-AM prende homem pelo crime de estupro de vulnerável praticado contra suas filhas

Infrator também já estava sendo investigado em outro processo por abusar de sua enteada e sobrinha

Por Divulgação em 17/05/2022 às 06:50:02

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), realizou, nesta segunda-feira (16/05), por volta das 8h30, o cumprimento de mandado de prisão preventiva em nome de um homem, de 40 anos, pelo crime de estupro de vulnerável praticado contra suas três filhas, sendo duas gêmeas de 11 e a mais velha de 13 anos. O crime ocorria desde 2019.


Anteriormente, o infrator também já estava sendo investigado em outro processo por abusar sexualmente de sua enteada e da sobrinha.


Durante coletiva de imprensa realizada na sede da Depca, na zona centro-sul da capital, a delegada Joyce Coelho, titular da unidade especializada, informou que o procedimento investigativo foi iniciado em outubro de 2021, após uma enteada do infrator, que atualmente tem 19 anos, relatar um histórico de abuso crônico no contexto familiar. Posteriormente, a sobrinha dele, de 10 anos, também compareceu à Depca para relatar que estava sendo vítima do crime.


"No dia 15 de abril deste ano, no tramitar da investigação, houve o deferimento de uma medida protetiva de afastamento com relação aquelas vítimas, e ele saiu de casa, mas continuou mantendo contato com as filhas dele, as gêmeas de 11 anos e uma adolescente de 13, que possui Transtorno do Espectro Autista (TEA)", disse a delegada.


Ainda conforme Joyce, naquele mesmo dia, houve um desentendimento familiar, e a enteada questionou o motivo do homem não ter sido preso, momento em que a filha de 13 anos contou que também estava sendo vítima da violência sexual.


"Isso desencadeou uma nova apuração, e todas as filhas foram trazidas à delegacia para serem ouvidas, sendo constatado que todas haviam sido abusadas por ele. Elas tinham muito medo de falar, mas relataram que o homem proferia ameaças, inclusive, a mãe delas. Pelo fato do mandado anterior proteger apenas a enteada e a sobrinha, ele se utilizava disso para ficar perto das filhas", detalhou Joyce.


Conforme a autoridade policial, considerando o material coletado durante os depoimentos, bem como dos laudos periciais que as meninas realizaram no Instituto Médico Legal (IML), foi solicitado à Justiça o mandado de prisão preventiva dele, e a ordem judicial foi expedida no dia 11 de maio de 2022, pelo juiz Luís Alberto Nascimento Albuquerque, da Central de Plantão Criminal.


Prisão – "Com o mandado decretado, seguimos em busca do infrator na sexta-feira (13/05), no bairro Tancredo Neves, zona leste da capital, mas ele não foi localizado. Na manhã de hoje (16/05), ele veio à Depca e efetuamos sua prisão", explicou a delegada.


Procedimentos – O homem responderá pelo crime de estupro de vulnerável. Ele será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PC-AM

Comunicar erro
AMAZON 2

Comentários

AMAZON 3