amazon 1

Mãe comenta sobre não denunciar marido que estuprou filhas

A mãe contou ter examinado a parte íntima de cada uma das crianças e notou vermelhidão, cortes e até defloramento

Por Carlos Carone, Mirelle Pinheiro em 09/12/2023 às 09:37:09

Investigadores da 21¬™ Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) vão apurar se outros integrantes da família estupraram tr√™s crianças resgatadas pela Polícia Militar do Distrito Federal na quinta-feira (7/12). Na ocasião, um homem de 22 anos foi preso suspeito de abusar sexualmente da própria filha e de dois enteados, em Arniqueiras.


Os relatos das testemunhas e da mãe das crianças – um menino de 9 anos e duas meninas de 7 e 2 anos – chocam pela crueldade e lascívia. A mulher disse que se relaciona h√° cinco anos com o criminoso. Ele ter√° o nome preservado para não expor as vítimas. O suspeito confessou para a companheira que havia violentado as crianças e que outro homem, amigo da família, havia feito o mesmo.


A mãe das crianças contou ter examinado a parte íntima de cada uma e notou vermelhidão, cortes e até defloramento. Questionada na delegacia por não ter denunciado o estuprador, a mulher afirmou que o companheiro havia "invocado espíritos que a controlavam" e que, por isso, estava possuída.


O caso


Autuado em flagrante por estupro de vulner√°vel, o suspeito teria cometido o crime contra a filha de 2 anos e os dois filhos da esposa, uma menina de 7 anos e um menino de 9. Após receber denúncias, a PMDF foi ao local informado para averiguar o caso. Na casa das vítimas, os militares descobriram que suspeito era casado com a mãe biológica das crianças havia cinco anos.


Depois de os PMs confrontarem o suspeito com base nos relatos obtidos, o homem não admitiu os supostos crimes e fugiu para uma mata. Ele acabou detido pouco depois. Equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urg√™ncia (Samu) entrevistaram as crianças, segundo a PMDF, e as vítimas teriam confirmado os abusos durante a conversa.


Outras testemunhas endossaram as informações e relataram que os abusos alegados aconteciam de forma contínua, rotineira e até praticado frequentemente por familiares e amigos de parentes das crianças. O suspeito foi levado para a 21¬™ DP, onde acabou preso e colocado à disposição da Justiça.



Texto: Carlos Carone, Mirelle Pinheiro

Foto: Moisés Amaral/Metrópoles



Fonte: Metrópoles

Comunicar erro
AMAZON 2

Coment√°rios

AMAZON 3